O Vereador Pedro Bueno defendeu no pinga fogo desta quinta-feira (10/05), o Projeto de Lei 132/17, de sua autoria, que proíbe empresas condenadas em processos criminais por corrupção, tráfico de influência, fraudes e formação de quadrilha de participarem de licitações e celebrarem contratos com o Município.

A proposta chama a atenção para moralização e qualificação dos processos licitatórios e as medidas que podem dificultar a reincidência em casos de mau uso de recursos públicos.

Confira, no vídeo, a argumentação de Bueno ao encaminhar a votação contra o veto do Executivo à proposta:

Deixe seu comentário